São quase 5 da manhã

quarta-feira, novembro 19, 2008 2 comentários


A turma de Lulu Palhares

Sem dúvidas, o melhor benefício em acordar de madrugada é acompanhar a transmissão de episódios (mesmo que repetidos) das aventuras de Lulu e sua turma. Quase cinco da manhã, de banho tomado e mochila nas costas, aguardo o som sutil da buzina do seu Antônio na porta da minha casa, indicando que o novo dia de trabalho se inicia. Temos alguns quilômetros pela frente e muitas histórias pra contar, ouvir e, é claro, gargalhar. Enquanto isso, com uma tigela de sucrilhos, acompanho mais uma aventura da Luluzinha.


Luluzinha e Bolinha surgiram em minha vida através das revistas publicadas pela editora Abril. Lembro das incontáveis tentativas frustrantes da Lulu entrar no clube dos meninos, que tinha como lema a frase: Menina não entra! Das lições de moral no Alvinho, que de nada adiantavam, dos ataques do Bolinha à geladeira dos Palhares. Ao final de cada desenho, exibido na Globo, desperto a casa inteira. Ou com minhas risadas ou com o barulho de algum objeto que deixei cair pelo chão. Não tem jeito, minha 'falta' de coordenação misturada com a saída às pressas, faz com que eu tropece e derrube algo. Tempo suficiente pra ouvir: Vá com Deus, minha filha!



A Festa do Bolinha

( Roberto Carlos / Erasmo Carlos )


Eu ontem fui a festa na casa do Bolinha
Confesso não gostei dos modos da Glorinha
Toda assanhada, nunca vi igual
Trocava mil beijocas com o Raposo no quintal
Porém pouco durou aquela paixão
Pois Bolinha com ciúmes, formou a confusão
Aninha tropeçou, e os copos derrubou
E a casa do Bolinha em um inferno se tornou
Bolinha provou que é ciumento para "xuxu"
E que não gosta da Lulu
Bobinha, que por ele ainda chora
Com tanto pão dando bola no salão
Luluzinha foi gostar logo de um bolão
Com tanto pão dando bola no salão
Luluzinha foi gostar logo de um bolão


Bola é apaixonado pela Glória que é apaixonada pelo Plínio. Lembra "Quadrilha" de Drummond. Acredito que no fundo, no fundo, o Bolinha morre de amores pela Luluzinha. Só não sabe disso!

(2) Comments

  1. Anônimo On 19 de novembro de 2008 23:46

    É muito amor mesmo.Lembra também um trechinho dessa música do seu chico:

    ..."Carlos amava Dora que amava Lia que amava Léa que amava Paulo que amava Juca que amava Dora que amava Carlos que amava Dora que amava Rita que amava Dito que amava Rita que amava Dito que amava Rita que amava Carlos amava Dora que amava Pedro que amava tanto que amava
    a filha que amava Carlos que amava Dora que amava toda a quadrilha"...

    flor da idade -Chico Buarque

     
    Alda Queiroz On 22 de novembro de 2008 23:41

    Nossa, que legal! Gostei da interação. Pena vc não ter se identificado.
    =)